Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida de um tudo e nada

A vida de um tudo e nada

O bom e o mau ou menos bom !

images.png

 

Aqui a Nia fez anos dia 15!!!! :D Ou seja, esta quinta-feira. E foi um dia da trampa a nível de tempo, esteve SEMPRE a chover mas soube tão bem ter miminhos dos bons!!!! :$

O bolinho tinha de haver, obviamente, hehe

E como já tinha uma vez dito à Sofia, ainda no nascimento do meu blog, havia de ser com uma coruja. Pois está claro que foi mesmo!!!

E já cá cantam 22 aninhos :D

IMG_20150115_122413.jpg

 

 

maovermelha.png

 

E agora passando ao mau ou menos bom foi a semana horrível que tive, aliás que tenho tido.

Estou desempregada. Uau... acho que está grande parte do país. O problema não é só esse. A questão é que eu quero trabalhar. Não me acomodei à situação. Tenho ido à luta vezes sem conta. São CV's, são mails, são entregas em mão, são candidaturas que em nada dão. Mas e quando me chamam para entrevista e me dão esperança?

Sim... era bom! Era bom se as pessoas fossem honestas. Se não andassem a vender um peixe que nem sequer pescaram. E foi isso que me aconteceu.

Fui a uma entrevista, o chefe ficou super encantado comigo e eu fiquei encantada com o projecto.

O ordenado é o minimo. Já nem esperava outra coisa, mas havia possíbilidade de ir aumentando aos poucos.

Contracto a termo incerto. Boa boa!!! Não é contracto de 1 mês como me acontecia sempre.

Só tinha 1 dias e meio de folga, por semana. Isto era com sorte, porque caso houvesse evento nesse dia, teria de adiar a folga.

Fui, adorei a entrevista, a pessoa que me ia contractar parecia fiável. MASSSSSSSSSSSS não era!!!

Na 2ª fui trabalhar, entrei às 7:30.

Vesti-me num sitio que nem armazem nem vestiário era.

Desci, a pasteleira chefe foi sempre 100% correcta comigo. Mostrou-me o que teria de fazer, deu-me trabalho e prosseguimos.

Mais ou menos a meio da manhã chegou o chefe ( o tal da entrevista de quem eu até tinha gostado) e pergunto-lhe para quando é a assinatura do contracto. Ao que a resposta que recebo é "faça masé por ficar e depois logo se vê se tem contracto! " e fugiu porta fora. Sim... foi uma resposta rude e eu parecia que tinha levado uma paulada. Fiquei abananada. Toda eu tremia. Cheguei mesmo a ter de ir ao pacote de açúcar e à garrafa de água.

Entretanto perguntei à pasteleira chefe que estava comigo se era remunerada por isso mesmo sem contracto. Ao que fiquei a saber que ela estava a trabalhar à 13 anos sem contracto, sem seguro de trabalho e o ordenado quando era pago, era pago em duas e três vezes!!!!!!

Mas isto é normal?

Mas isto faz algum sentido?

 

Fui sabendo das coisas ao longo da manhã. Falei com o F, com a minha mãe e o meu pai e logo a seguir ao almoço fui-me embora sem dizer nada a ninguém.

Não suportei aquilo. Até no almoço, que seria o meu subsídio de alimentação eles mandavam.

" Não se bebe sumo porque a patroa não gosta "

" Não pode comer mais do que uma concha de sopa porque a patroa não gosta "

Blá, bla blá.....

Ainda ando a digerir esta situação. Mas será que Portugal só tem aldrabões???

Mas se acham que já leram tudo, tenho a dizer-vos que é um establecimento muito chique mas em que os clientes a uma sexta comem os bolos feitos na segunda da semana anterior. Como, perguntam vocês... porque os bolos são congelados, sem o minímo de cuidado (junto a carne e legumes) e quando é para servir ao cliente, são cortados à fatia, levados ao microondas e servidos.

 

Agora vou ali enviar mais uns CV's, tentar recompor-me desta situação. Sim, porque nem vontade de sair à rua eu tinha. Só posso agradecer ao F e aos meus pais pelo apoio e por não me deixarem cair.

 

O blog está de volta e espero que com noticias melhores num futuro próximo!!!

Pelo menos as boas noticias começam ao almoço de hoje, que o F vai levar-me ao Sushi hehe :D

6 comentários

Comentar post