Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A vida de um tudo e nada

A vida de um tudo e nada

Hoje estarias aqui. Hoje estás cá.

Capricórnio-e-Leão.jpg

 

Hoje era suposto ele também cá estar.

Era suposto poder ter dois beijinhos do homem que te deu a vida.

Era suposto ter partilhado tudo contigo e comigo.

Era...

Era se ele não tivesse ido.

Foi? Não! Porque ele permanece aqui. 

Sinto-o e pode parecer-vos estranho mas foi ele.

Só pode ter sido ele a unir estes dois estarolas.

Ele era cozinheiro e o F ama cozinhar.

Ele respirava desporto e o F não vive sem ele.

Ele gostava de receber amigos e o F adora fazê-lo.

Ele adorava correr mapa a conhecer novos sitios e o F sempre o fez em busca de sitios novos.

Ele deu-lhe as sobrancelhas iguais para ele espalhar charme e ele fá-lo bem.

Ele era capricórnio tal como eu.

 

Sempre quis saber o que era ter um. Aquele que está lá para amolecer a situação ou simplesmente ter um vinho, um aperitivo algo pensado para ele. Para o copo e para o prato. Fazer-lhe o miminho para lhe agradecer pelo filho.

Queria. Queria mesmo muito.

Mas estará conosco sempre, aqui ou na casinha da terra. Nos grandes e nos pequenos momentos. Nos bons e maus tempos.

Obrigada, mais uma vez, pelo que me deu. Pelo filho espetacular que podia ter deixado que me é mais do que qualquer pessoa é capaz de imaginar :')

 

Obrigada Sogro :)